09 janeiro 2016

8 dicas para sobreviver ao primeiro mês do bebê

Oi gente,

Vocês acreditam que meu bebê já fez 3 meses? Eu ainda estou de boca aberta em ver como ela cresce rápido. Vim com o intuito de dar dicas para "sobreviver" aos primeiros 3 meses, mas como o primeiro mês tem um jeito todo especial de ser, eu não poderia compará-lo aos outros meses que tem dificuldades diferente (bem mais tranquilo), vamos dizer assim.





No primeiro mês, pelo menos pra mim, foi bem complicado e com uma mistura enorme de sentimentos. Eu estava tão cansada fisicamente da gravidez, do parto, e quando eu achei que iria descansar eu tinha um recém nascido em casa. Acho que até hoje eu não dormi tudo o que tinha para dormir haha. No primeiro mês você e seu baby estão se conhecendo ainda e descobrindo um ao outro. É uma fase muito gostosa, estressante, cansativa e gratificante.

Eu sinceramente acho que a Sophia dormia mais quando era recém nascida do que agora, mas eu nunca tinha sido mãe, então para mim aquela fase foi bem mais cansativa. Vim trazer para vocês alguns conselhos que funcionaram para mim e tenho certeza que vocês vão aproveitar também!



1. Durma assim que o bebê dormir 

Você sempre ouve isso enquanto está gravida, mas por em prática é mais difícil do que parece. O bebê dorme e mesmo cansada você vê a oportunidade de fazer as tarefas acumuladas. Não faça isso. Se sentir o cansaço, mesmo que seja pequeno, deixe tudo de lado e durma! Sophia nasceu e eu estava no meio do semestre da faculdade, então sempre havia algum trabalho para fazer ou roupa para lavar, casa para arrumar e eu ia cansada fazer essas coisas. Essa é a pior escolha, se você descansar quando seu corpo pedir, você poderá ter muito mais disposição depois. Você não dormirá o dia todo, algumas horas depois terá que acordar para amamentar, mas as horinhas que você dormiu fará uma grande diferença.

2. Aceite toda e qualquer ajuda

Não fique com vergonha de aceitar ajuda, qualquer folga que puder ter será ótimo para você. Lembre-se que você acabou de ter um trabalho de parto e tanto seu corpo quanto sua mente precisam se recuperar. O que percebi é que quando eu cuidava de mim era o mesmo que cuidar melhor da Sophia, porque quando eu estava bem eu conseguia ter um equilibrio e disposição muito maior para suprir as necessidades dela.

3. Reveze com o papai 

Nos primeiros dias eu e Jason acordávamos para cuidar da Sophia de madrugada. O resultado eram dois pais acabados e estressados no dia seguinte. Logo percebemos que não adiantava ficar os dois acordados, seria melhor se revezássemos. Como eu sou mais noturna, fiquei com o horário da noite até a segunda mamada que é entre 4h - 5h. Para mim esse é o horário que meu corpo não aguenta mais ficar acordado. Para nossa felicidade, esse é o horário que o Jason está disposto para acordar, então ele pega a Sophia depois de mamar e me da mais algumas horas de sono. Funciona muito bem até hoje pra gente.

4. Congele refeições prontas

Um mês antes do nascimento da Sophia eu e minha sogra começamos a congelar refeições para eu não precisar ir para o fogão enquanto estivesse me adaptando com a nova rotina. Congelamos carne assada, lasanha, tortas salgadas, feijão, arroz, sopas, lentilha, frangos. Uma infinidade de opções. Foi crucial e super pratico para mim. Muitas vezes só tinha que por no forno ou esquentar no microondas. Outras refeições eu só jogava na panela e refogava. Tudo super fácil e ao mesmo tempo estava me alimentando super bem.

5. Tire leite 

Preciso fazer um post sobre amamentação. É muita coisa para falar dessa experiência. Mas um conselho que posso dar de antemão é tire leite. Eu tenho a maior preguiça do mundo até hoje de tirar leite. Você passa um tempo amamentando em um peito, depois passa pro outro, depois põe para arrotar, tem que trocar fralda, por para dormir, a última coisa que quer fazer depois que o bebê dorme é voltar a pensar em leite. Mas faça! Quando você tem um estoque de leite, além de estimular mais a produção, você tem a liberdade de poder fazer outras coisas, seja dormir ou sair para namorar um pouco o maridão. Eu precisei tirar muito leite desde o início porque eu tinha que ir para faculdade, mas as vezes quando eu estava visivelmente cansada, minha sogra pegava a Sophia e eu não precisava acordar para amamentar. De qualquer forma, é bom ter caso aconteça alguma eventualidade.

6. Aprenda a cuidar das cólicas do bebê 

Quase todos os bebês tem cólicas, uns mais outros menos. Algo importante é pedir conselhos do que fazer para o pediatra. Eu não gosto muito de dar remédio sem ter certeza que é por aquele motivo que a Sophia está chorando. Antes eu tento todas as opções. Vejo se a fralda está suja, se está com fome, se precisa arrotar, se tem cólica, se tem sono e por aí vai. A última opção é o remédio. O pediatra da Sophia receitou um remédio para cólicas que ele diz que não vai para a corrente sanguínea, só para o intestino. Eu gostei bastante dele e resolveu das vezes que decidi usar. Mas eu sempre usava um paninho quente na barriga dela e ajudava muito! Um outra solução é segurar o bebê com a barriguinha para baixo. De natal a Sophia ganhou um ursinho da bisavó que você pode esquentá-lo no microondas e por na barriguinha do bebê. Achei maravilhoso! (Serve para aliviar nossas cólicas também). Ele ainda pode ser usado para aromaterapia. Muito útil!

7. Tenha um app ou aparelho que faça barulhos para o bebê dormir 

Aqui se chama White Noise. Sabe aqueles barulhinhos de torneira, mar, aspirador, coração? Tudo isso faz sucesso com os recém nascidos e os ajudam a se sentirem seguros. Tem também as músicas de ninar. Até hoje uso com a Sophia. É ótimo para deixar o quarto com um ambiente calmo, mesmo se o resto da casa estiver barulhenta.

8. Cuide de você mesma

No início é difícil você encontrar tempo e quando percebe já são 2 horas da tarde e você ainda não conseguiu nem ir ao banheiro. Mas faça tudo o que precisa para estar saudável e bonita. Tome seus banhos demorados quando alguém estiver com o baby. Se maquie. Se alimente bem. Cuide do seu cabelo. A auto-estima é algo primordial para uma mãe.

Bom, espero que essas dicas possam ter ajudado e que vocês tenham um parto e uma recuperação maravilhosa! Quando apertar as coisas, peça ajuda divina. Sempre tem alguém olhando por nós, principalmente para as mamães. E lembre-se, como Jeffrey R. Holland disse em um discurso sobre as mães, "vocês estão fazendo melhor do que imaginam!".

xoxo.

2 comentários:

  1. Senhoooooooooooooor que criança lindaaaaaaaaaaaaa, ainda não sou mamãe ( ainda ) mais acho que super ajuda essas dicas, arrasou, ameeeeeeeeei o layout viu.

    www.retrteavida.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada Giovana!! Vou dar uma conferida no seu link ;)

      Excluir


ELA ME TRANSFORMA - © Todos os direitos reservados | LAYOUT POR: LEISE - BLOG UNHAS NATALENSES
imagem-logo